Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Saiba mais sobre Carga Francionada

Carga fracionada: como transportar da melhor forma?

Atualmente, um dos tipos de transportes de cargas que vem sendo mais procurados é o de carga fracionada, devido à flexibilidade para atender às demandas de cargas menores — favorecendo as pequenas e médias empresas, além de contribuir para a melhoria da economia nacional.

O transporte desse segmento exige certos cuidados para que todo o processo de entrega dos produtos e das mercadorias opere como o esperado. Portanto, ter o conhecimento desse conceito é essencial para desempenhar um planejamento logístico eficaz, de forma a criar estratégias inteligentes para a redução dos custos operacionais — e, é claro, suprindo as necessidades do contratante e de seus clientes.

Diante desse cenário, listamos aqui informações importantes para apresentar algumas dicas de como realizar o transporte de carga fracionada com segurança e eficiência. Confira!

O que é carga fracionada?

Primeiramente, vamos fazer uma rápida diferenciação entre carga fracionada e carga completa.

A carga fracionada é aquela que ocupa somente uma parte do espaço disponível do caminhão. Assim, é possível dividir o veículo para entregar produtos a diferentes clientes simultaneamente.

A carga completa é aquela que ocupa todo o espaço disponível do caminhão. Trata-se do transporte exclusivo de determinada mercadoria ou de um material.

Como realizar o transporte de carga fracionada com segurança e eficiência?

A carga fracionada é realizada habitualmente por meio do modal rodoviário. Para evitar falhas e atrasos na entrega, o sistema de transporte procura se organizar de modo a efetuar todas as coletas no tempo necessário, garantindo que as mercadorias sejam entregues dentro dos prazos em diversas regiões do país.

Confira algumas práticas para realizar o transporte da mercadoria com total segurança e eficácia, sem danos à sua integridade.

Organização da carga fracionada

No caso de mercadorias pequenas, a coleta é realizada em veículos menores e os produtos são agrupados em um único galpão. Como os produtos são colocados juntos em um caminhão, eles podem ser distribuídos seguindo uma rota predefinida, o que favorece a entrega em tempo hábil e reduz custos para a empresa.

Já no caso de mercadorias maiores, é fundamental separar os lotes no ponto de destino, em outro armazém, e enviá-los ao destinatário usando veículos menores.

É importante escolher as melhores embalagens para comportar e proteger as mercadorias conforme sua natureza. A forma de disposição dos produtos no espaço do veículo também deve ser planejada para evitar deslizamentos, quedas, choques entre eles e outros acidentes.

Segurança nas estradas

O índice de roubo de cargas vem aumentando constantemente nas rodovias, e mesmo com investimentos em estatais, muitos prejuízos vêm sendo originados para as transportadoras. Com isso, a atenção deve ser dobrada nas estradas, sendo necessário fazer um bom investimento em sistemas de segurança, como:

  • treinamento para situações de riscos;
  • monitoramento em tempo real da carga;
  • contratação de seguro de carga;
  • planejamento de rotas com o menor número de incidência de roubos.

Monitoramento da carga

Esse fator é elementar a partir do momento que os produtos e as mercadorias percorrem várias localidades. Para um melhor controle, se torna necessário fazer o acompanhamento do processo de transporte dos dois lados, tanto pelo cliente quanto pela organização responsável pelo procedimento. Dessa forma, é possível garantir a satisfação dos clientes por oferecer mais tranquilidade, segurança e confiança na prestação de serviços.

No entanto, buscar por transportadoras que empregam o sistema TMS (Sistema de Gerenciamento de Transporte) é o mais aconselhável por ter uma boa credibilidade no mercado. Além disso, por meio dessa sistemática podemos calcular com mais precisão o frete, tomar decisões de forma hábil, ter acesso em tempo real a informações sobre o status da mercadoria e adquirir mais eficiência em seu despacho.

Redução do prazo de entrega

Com a exigência cada vez maior do mercado do consumidor, um dos quesitos que podem influenciar no momento da compra é o prazo de entrega. Portanto, quando se trabalha com o transporte de carga fracionada, é preciso dispor de uma boa transportadora, já que as operações intermediárias possam afetar diretamente a extensão do prazo de entrega.

Buscar por transportadoras especializadas e comprometidas é essencial para garantir a satisfação dos seus clientes, já que essas empresas investem e trabalham de forma contínua na redução do tempo de transportação.

Treinamento da equipe

É indispensável fazer o treinamento dos colaboradores — tanto para o transporte de cargas fracionadas quanto para as demais operações logísticas — e aprimorar as rotas.

Assim, a empresa assegura a qualidade dos serviços prestados e estipula a análise das diretrizes e normas que oferecem habilidade e eficiência em seus demais setores de trabalho. Além do mais, o treinamento desenvolve a valorização do capital humano, o que origina uma competitividade no mercado.

No entanto, para averiguar o desempenho da organização e da capacitação dos funcionários, é preciso utilizar ferramentas que são capazes de medir o índice de desempenho mensurando os resultados. Desse modo, identificam-se falhas para desenvolver estratégias de melhorias no processo.

Planejamento de rotas

Na logística de cargas fracionadas, como o transporte dos produtos e das mercadorias não é efetuado somente para um único destino, o mais aconselhável para a empresa é o investimento em planejamento de rotas. Assim, possivelmente você atenderá à demanda em apenas uma operação.

Com a visão de estabelecer um percurso eficaz, é indispensável o estudo dos seguintes elementos:

  • quantidade de pontos a serem atendidos;
  • distância total percorrida;
  • gasto com combustível;
  • prazo de entrega.

Dessa forma, um roteirizador — sistema capaz de elaborar automaticamente cálculos que apresentam melhores opções de percurso segundo as premissas decretadas — pode contribuir para que o processo seja realizado com segurança, agilidade e minimização de falhas.

Quais são as vantagens da carga fracionada?

A carga fracionada gera diferentes vantagens, como mais segurança e economia. Como os custos são proporcionais ao volume de produtos que serão entregues, a empresa gasta menos do que seria pago caso fosse necessário enviar uma carga completa.

Muitas vezes as cargas completas nem são usadas integralmente, o que significa desperdícios.

Quanto ao tempo, e possível oferecer prazos mais atrativos ao cliente ou até antecipar a entrega, já que não é necessário esperar até que o veículo fique completamente cheio.

Há mais velocidade na condução da mercadoria — assim que é liberado para o transporte, o produto pode ser enviado ao local de coleta.

O fato de mercadorias de natureza similar serem transportadas juntas diminui os riscos de extravios, acidentes e até contaminações (no caso de alimentos). A carga nunca é deixada de lado, mantendo-se sempre na direção do destino que foi planejado pela empresa. Dessa maneira, é possível reduzir custos com o transporte e com o tempo de parada.

Podemos analisar que o transporte de carga fracionada lida com uma operação bem singular, mas proporciona vários benefícios tanto para o fornecedor quanto para o cliente  como a otimização do custo de frete e a segurança no processo de entrega. Dessa forma, se torna necessário contar com empresas especializadas nesse assunto!

Se você já aproveita os benefícios da carga fracionada e gostou deste post, assine a nossa newsletter para se manter sempre por dentro dos assuntos de logística!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores