Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

5 dicas valiosas sobre cross docking para o embarcador

A rotina nas dependências de um embarcador está cada vez mais agitada e dinâmica. Por isso, é importante considerar estratégias que fomentam a potencialização do processo que envolve a chegada de um novo pedido, o envio de um item ao centro de distribuição e o posterior envio ao cliente. Nesse cenário, surge o cross docking, uma opção que visa a otimização dos processos logísticos.

O cross docking consiste em um procedimento em que, ao receber o pedido de um cliente, o embarcador aciona o fornecedor responsável pelo envio do item ao centro de distribuição. Em seguida, o embarcador efetua a remessa para seu cliente, dispensando assim a necessidade de manter mercadorias armazenadas.

Gostou do conceito e deseja conhecer mais para potencializar a logística em sua empresa? Então confira nossas 5 dicas valiosas sobre cross docking agora mesmo. Tenha uma boa leitura!

1. Controle as entregas

Como responsável pela entrega, o embarcador tem controle e proporciona mais segurança no serviço dela, quando comparado às outras modalidades logísticas, como o dropshipping, por exemplo.

Com a administração das entregas é possível aproveitar um maior índice de excelência no frete, visto que falhas, furtos e extravios podem ser evitados.

2. Negocie com fornecedores

O cross docking não exige necessariamente que você apresente um centro de distribuição ou tenha grande espaço para acomodação de mercadorias, pois os itens referentes aos pedidos recebidos ficarão pouco tempo sob seu poder, uma vez que o envio para o cliente final será feito assim que o produto for recebido do fornecedor.

Para que isso seja possível, é necessário negociar com seus fornecedores, porque as mercadorias comercializadas pelo seu negócio ficarão acondicionadas no estoque próprio de cada um deles.

3. Otimize a gestão

Para que a estratégia do cross docking funcione bem, é importante que seja efetuada uma boa gestão dos processos, principalmente no que diz respeito à comunicação com fornecedores e clientes.

Crie canais oficiais para alinhar as operações com seus fornecedores e estabeleça um serviço de SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente).

4. Reduza a perda de produtos

A perda de produtos é uma consequência de quando eles ficam muito tempo parados no estoque, passando de sua data de validade ou até mesmo sendo avariados por mau acondicionamento no armazém. O cross docking reduz o tempo que as mercadorias ficam estagnadas, visto que a ideia principal é reenviá-las o quanto antes para o cliente.

5. Faça testes operacionais

Para que possa ter excelentes resultados com esse modelo logístico, é importante efetuar testes a fim de garantir a viabilidade das operações, principalmente se você, como embarcador, trabalha com outro modelo, pois quando já existe um fluxo estabelecido, todas as mudanças devem ser gradativas para evitar os impactos negativos.

Trabalhar com boas estratégias de armazenamento é uma ótima escolha para quem deseja potencializar as operações logísticas em sua empresa. Uma boa estratégia aliada a ferramentas eficientes certamente aumentará as receitas de sua empresa.

Gostou do nosso conteúdo sobre cross docking? Então confira agora como um embarcador pode otimizar a expedição de mercadorias.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores