Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Reduzir custo com a frota

Custo da frota: 4 motivos que podem estar te fazendo perder dinheiro

Fazer uma boa gestão de frota é fundamental para melhorar a organização da área, tornar os processos mais eficientes e ainda otimizar os custos. Nesse sentido, alguns problemas podem afetar seriamente os resultados e comprometer até o desempenho financeiro do negócio.

A seguir, listamos alguns aspectos que podem causar esse tipo de problema na empresa fazendo com que o custo da frota seja maior do que o necessário. Continue com a leitura e confira agora mesmo!

Fatores que podem elevar o custo da frota:

1. Gasto com combustível

O gasto com combustível é um dos maiores custos que uma empresa possui na gestão de frota. Sendo assim, a falta de controle ou um acompanhamento inadequado pode resultar em um consumo elevado, aumentando os gastos.

Para contornar essa situação, o ideal é investir em uma rotina de planejamento de rotas, monitoramento das entregas e acompanhar o desempenho por veículo, por rota e por motorista. Assim, torna-se possível identificar quais são os maiores gargalos.

Adotar uma rotina de manutenções preventivas também pode ser uma excelente forma de controlar o gasto com combustível, já que algumas falhas mecânicas podem fazer com que o consumo seja maior do que o ideal.

2. Mau uso de pneus

Assim como no caso do consumo de combustível, o gasto com pneus também representa uma parcela considerável no custo da frota. Sendo assim, vale a pena adotar algumas medidas e uma rotina de cuidados que contribuem para aumentar a vida útil desses itens.

Nesse caso, é preciso manter a calibragem adequada, conscientizar os motoristas a respeito de uma condução mais segura e, principalmente, evitar o excesso de peso durante o carregamento.

A troca ainda é necessária de tempos em tempos. Contudo, essas mudanças ajudam a fazer com que esses intervalos sejam mais longos, trazendo economia para a gestão.

3. Falhas na comunicação

Com os mercados acirrados, a pressão por respostas rápidas é cada vez maior. Logo, estabelecer uma comunicação fluida e manter o fluxo de informações entre pessoas, setores e empresas é fundamental.

Alguns problemas operacionais podem surgir justamente pelo fato de não haver um compartilhamento de dados eficaz. Um exemplo comum disso é quando um veículo necessita de novas peças e o gestor demora para ser informado sobre o fato.

Com isso, o tempo de ociosidade do veículo se torna maior do que o ideal, aumentando os custos de indisponibilidade.

4. Falta de tecnologia

O investimento em tecnologia tem, cada vez mais, deixado de ser um diferencial para se tornar uma grande necessidade para as empresas. A adoção de um sistema de gestão de frotas faz com que as atividades relacionadas a essa área sejam automatizadas.

Com isso, se obtém maior controle sobre os abastecimentos, tempo de reposição de pneus e peças, acompanhamento dos custos por viagem, entre outras coisas. O monitoramento desses dados ajuda a encontrar falhas e quais soluções precisam ser adotada para solucioná-las.

Além disso, muitas soluções permitem a geração de relatórios, que ajudam o gestor a acompanhar melhor os aspectos de sua operação e ajudam a tomar decisões mais acertadas.

Para reduzir os custos da frota e tornar a gestão mais eficiente, é necessário fazer um controle rigoroso de cada um desses gastos e buscar quais são os pontos fracos da operação, que fazem com que haja desperdício de tempo, recursos, mão de obra, entre outras coisas.

Gostou desse conteúdo e quer acompanhar outros artigos que postamos aqui no blog? Então siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook, Twitter e LinkedIn) e fique por dentro das novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores