Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Descubra como calcular o frete corretamente

Descubra como calcular o frete corretamente

O mercado é bastante exigente e, por isso, cada dia é mais importante ter os processos enxutos e buscar pela maior qualidade e os menores custos. Os desafios para negócios relacionados à logística costumam aumentar, pois qualquer variável não avaliada pode trazer riscos e perdas de faturamento para as empresas. Esses fatores tornam-se ainda mais complexos quando se trata de calcular o frete de um transporte a ser feito.

Calculá-lo pode ser uma tarefa operacional para as empresas que lidam com transporte, mas essa rotina precisa ser executada de forma coerente e com exatidão, visto que a atividade envolve mais elementos do que apenas a distância entre o remetente e o destinatário ou o peso do produto.

Quando esses pontos são desconsiderados, existe o risco de que a empresa sofra perdas financeiras, arcando com custos além do que foi planejado. Para evitar que situações como essas ocorram em sua empresa, vamos falar, neste artigo, sobre o que é necessário para calcular o frete corretamente e a importância de executar essa tarefa de forma precisa para o seu negócio. Continue com a leitura e saiba mais!

Quais critérios devem ser considerados ao calcular o frete?

Existem diversas questões que devem ser consideradas no momento de calcular o frete. Os fatores podem ser as despesas variáveis (que estão correlacionadas à quilometragem, ao peso e às dimensões da caixa) e as fixas (que se referem às porcentagens das taxas e impostos existentes para o setor). Veja!

Variáveis

Entenda, a seguir, cada um dos pontos variáveis a serem analisados.

Peso e dimensão

Ao considerar o peso de uma carga, utiliza-se o peso bruto (em Kg) ou o peso cubado (m³). O frete calculado pelo peso deve considerar o maior valor entre os dois fatores, visto que, muitas vezes, a dimensão da carga é mais representativa do que seu peso, ou vice-versa.

Valor da nota fiscal

Em alguns casos, principalmente quando o valor da nota fiscal é mais elevado, também se utiliza o valor total da nota, considerando a cobrança sobre um percentual do valor da carga. Isso é especialmente importante em caso de transporte de produtos com alto valor agregado.

Distância

Algumas empresas praticam a aplicação de uma tabela fixa, definida pelas regiões dos endereços de entrega. É possível, porém, considerar a distância percorrida para a realização da entrega, ou o “valor por Km rodado”. Nesse caso, ao calcular o frete, os preços a serem utilizados serão diferentes para cada viagem.

Os itens variáveis costumam incidir em custos como combustível, manutenção dos veículos, licenciamentos, pneus e lubrificação. O valor do pagamento dos motoristas também deve estar presente no momento de calcular o frete.

Fixas

Além das variáveis citadas, é preciso lembrar que existe a cobrança de taxas que também influenciam no valor final do frete.

GRIS

É uma cobrança referente ao gerenciamento de riscos, que tem como objetivo cobrir todos os custos relacionados às medidas adotadas no combate ao roubo e furto das cargas. O valor tem como base um percentual sobre o valor total informado na nota fiscal — um dos motivos pelos quais essa é uma das variáveis consideradas no cálculo.

Ad Valorem

Também é uma taxa relacionada ao seguro, mas que visa assegurar a carga quando ela não está em trânsito. Também é calculada com base no percentual do valor descrito na nota fiscal, e deve ser aplicada principalmente a cargas de alto valor.

Pedágio

Dependendo da rota escolhida para a realização das entregas, pode haver a cobrança de pedágio. Nesses casos, os valores pagos devem estar presentes ao calcular o frete.

Diária

Trata-se de ocasiões em que o tempo de espera para a entrega seja maior que o planejado. Muitas vezes, isso não acontece por acaso, e o cliente, ao pedir a cotação e para garantir o veículo, pede para que o motorista aguarde outra coleta, ou o retorno dela. Nesse caso, o ideal é cobrar uma taxa por essa espera.

Taxa de Restrição ao Trânsito (TRT)

Essa taxa se aplica a entregas em regiões que possuam algum tipo de restrição a circulação de veículos, e se aplica principalmente a cargas maiores que necessitam de veículos de grande porte.

Qual a importância de fazer o cálculo de maneira correta?

Para embarcadores e empresas focadas em transporte, o frete é a fonte de lucro, portanto, calculá-lo com eficácia afetará diretamente na margem de lucro do negócio. Qualquer valor que não for incluído no cálculo será absorvido como custo e, por consequência, causará impactos na lucratividade do negócio.

Além disso, calcular o frete corretamente refletirá na credibilidade e vantagem competitiva do seu negócio. O preço do frete deve ser justo, e saber cada fator de custo do transporte oferecido fará com que você tenha a possibilidade de transparência com seu cliente, aumentando a confiabilidade e a oportunidade de fidelizá-lo.

O que posso fazer para melhorar a forma de calcular o frete?

Em grande parte dos casos, principalmente para empresas menores, o cálculo do frete é feito de forma manual, e iniciado do zero a cada cotação. Visto o grande número de variáveis a serem verificadas, é possível que erros ocorram — e, infelizmente, quem pagará a conta será o responsável pela cotação. Portanto, a melhor forma para calcular o frete é tornar a atividade mais sistematizada.

Se na sua empresa não há um sistema TMS (Sistema de Gerenciamento de Transportes) e nem possibilidade de grandes investimentos, essa sistematização da atividade pode ser feita com uma tabela de frete simples, desenvolvida em uma planilha do Excel, por exemplo.

É possível criar um banco de dados com todas as informações necessárias e, posteriormente, preencher a planilha com as informações específicas. Dessa forma, o nível de erros será menor, e o preço fornecido ao seu cliente será justo.

Proporcionar ao cliente a segurança de que a carga dele será entregue de forma íntegra e com um preço justo e coerente com o mercado é atingir o objetivo de ser um embarcador.

Para que essa meta seja atingida, é imprescindível que, ao calcular o frete, os valores informados sejam plausíveis e bem fundamentados, de acordo com as variáveis citadas. Essa é uma atividade complexa e de extrema importância, pois, como dito anteriormente, a margem de lucros da sua empresa depende da efetividade desse processo.

Gostou das nossas dicas? Esclarecemos as suas dúvidas? Então continue sua visita no nosso blog e aproveite para ler sobre a automatização da gestão de fretes para tornar o seu processo ainda melhor!

Ah, se quiser aprender mais, clique na imagem abaixo e faça o download deste e-book.

Guia completo sobre Fretes

Comentários (2)

  • Marcos Tavares da Silva

    Parabéns excelente material, todo profissional de logística deve conhecer!!!!

  • Renato cunha da silva

    Ótimo e exclarecedor muito objetivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores