Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Descubra o que é SKU (Stock Keeping Unit) e como ajuda a logística

Ter um setor de logística integrado e automatizado é muito importante para um desempenho eficiente e que traga confiança para os clientes. Para que esta integração aconteça, é interessante que as estratégias e os planejamentos estejam sempre de acordo com a tecnologia vigente, que os colaboradores estejam atualizados e que as decisões estejam, também, de acordo com o que o mercado precisa.

Um conhecimento aprofundado é essencial para quem trabalha com logística e indispensável para manter sua empresa em constante sucesso. O gestor da área logística deve estar atento às tecnologias modernas e técnicas avançadas para poder aplicá-las da melhor forma dentro dos processos que gerencia. Isso ajuda a melhorar os fluxos e reduzir os custos, que geralmente são bastante onerosos quando se trata de logística.

Daí a importância de você saber o que é SKU. Continue lendo este artigo para descobrir qual a função dele e como a sua aplicação pode ajudar a sua empresa!

O que é SKU?

É provável que você tenha ouvido o termo SKU em assuntos relacionados a gestão dos estoques ou a localização de itens dentro de armazéns. Também pode estar relacionado à identidade de produtos cadastrados da empresa. O termo é mesmo envolvido em todos os aspectos citados acima. Mas afinal, o que é SKU?

O Stock Keeping Unit ou Unidade de Manutenção de Estoque é um código básico que serve para identificar um material. É um número único que terá como objetivo o controle do estoque desses itens.

Dessa forma, as informações sobre localização e quantidades serão facilmente encontradas, fazendo com que o fluxo logístico da operação se torne mais ágil, menos manual e, com isso, as informações sejam mais certeiras, diminuindo os índices de erros relacionados a divergências de estoque.

Como funcionam os códigos SKU?

À medida que um empreendimento cresce e expande suas fronteiras operacionais, seu processo produtivo também aumenta, se tornando mais complexo e dificultando o controle manual. Dessa forma, o SKU é utilizado para facilitar o gerenciamento das movimentações de entradas e saídas de mercadorias, assim como sua localização dentro dos armazéns e seu controle de quantidades.

Por isso, cada produto deve receber um código de SKU diferente e único. Caso isso não aconteça, os erros operacionais aparecem e os prejuízos de sua gestão colocam em risco seu desempenho. Dois itens com a mesma identificação poderiam, por exemplo, fazer com que o produto errado fosse entregue para um cliente. Esse tipo de falha provoca uma perda de confiança na empresa.

Outro problema comum relacionado à grande quantidade de itens e à identificação incorreta de materiais é a dificuldade de localização dos mesmos. Se você trabalha com diversos produtos e com um grande volume em seu estoque, provavelmente, já deve ter passado por problemas e imprevistos para achar alguns deles.

O SKU vai agilizar essa atividade, fazendo com que seja fácil identificar a diferença entre itens muito parecidos e diminuindo a chance de mistura deles.

Como eles são criados?

O código SKU deve ser criado de forma inteligente para que toda a equipe em contato com essa identificação entenda. É necessário que seja algo simples e a classificação deve seguir a mesma lógica, pois o objetivo é simplificar e agilizar o processo. Os números não devem ser criados aleatoriamente, afinal, isso tornaria seu uso mais difícil.

O código de produto pode ser criado, por exemplo, pela marca, pela forma, pelo tamanho ou pela cor. Você pode escolher qualquer característica de diferencie os materiais e que a lógica tenha a possibilidade de ser aplicada a todos os itens. Por exemplo, um produto de marca A, tamanho B e cor azul, poderia ter o seguinte código: MA-TB-CA.

Ao utilizar o SKU em sua empresa, fique muito atento para explicar seu funcionamento a todos os colaboradores. Isso é muito importante para que eles possam identificá-los, entendê-los e, se preciso, para que eles mesmos possam categorizar os produtos. Para que fique mais fácil, a dica é que o código não seja muito extenso e que se evitem letras que se pareçam com números, como I e O.

Quais são os benefícios de utilizar SKU?

Na situação atual do mercado, quanto menos tempo se gasta com atividades operacionais, melhor. No caso dos estoques, o cenário torna-se ainda mais crítico, visto que qualquer problema relacionado a divergências pode trazer grandes prejuízos, desde uma linha de produção parada até o envio de peças erradas ao cliente.

Com o SKU, os produtos ficarão mais organizados e, consequentemente, serão encontrados de forma mais rápida. Ter um código único facilita no recebimento desse produto, na identificação de lotes com possíveis problemas de qualidade, na gestão de estoques e controles de necessidades de consumo da peça e na expedição do material. O SKU é um método que facilita toda a operação logística de estoques de uma empresa.

Qual é a diferença entre o SKU e o código de barras?

Por ser um código identificador, é muito comum a confusão entre código de barras e o SKU. Eles, porém, possuem diferenças importantes. Enquanto o SKU é formado por uma lógica determinada pelo próprio responsável, o código de barras é gerado por um sistema, sem necessariamente uma lógica em sua composição.

Além disso — talvez essa seja a principal diferença —, o código de barras só pode ser lido por instrumento de leitor de código, enquanto o SKU permite que o código seja identificado sem a necessidade de qualquer equipamento de leitura. Afinal, ele é composto por uma lógica determinada pela própria empresa. Para tanto, o SKU é mais comumente utilizado em processos internos, enquanto o código de barras para os externos.

O mercado consumidor é volátil e apresenta grandes variações em suas tendências. Por isso, para sair na frente de seus concorrentes e prestar um serviço logístico de qualidade, você deve estar muito bem preparado.

Quando o assunto é logística, adotar metodologias que auxiliem na otimização de tempo do processo é o ideal para que sua operação seja integrada e para que os gaps sejam eliminados. Entender o que é SKU e saber como implementá-lo de forma coerente é um jeito simples de iniciar a automatização dos processos em busca de uma empresa com uma operação enxuta.

Gostou do conteúdo e vai aplicar o SKU na sua empresa? Deixe um comentário abaixo para sabermos sua opinião e suas experiências sobre o assunto!

Ah, quer aprender mais? Clique na imagem abaixo e faça o download deste incrível e-book

Guia completo sobre Fretes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores