Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

7 fatores que influenciam no valor do frete das transportadoras

Diversos custos operacionais influenciam nos valores dos fretes, principalmente se considerarmos as especificidades da economia e da infraestrutura de transportes brasileira. Aspectos relacionados às condições das rodovias, dos veículos e das mercadorias influenciarão no planejamento e nos valores cobrados pelas transportadoras. Por isso, você verá neste post 7 fatores que influenciam no valor do frete.

1. Distância percorrida

A distância percorrida do local de saída para o local de destino é fundamental para determinar os valores que serão cobrados por uma transportadora. Ela entra como uma primeira referência para a execução do serviço de frete. Posteriormente, outros fatores serão considerados para determinar o custo definitivo do transporte da carga.

2. Qualidade da via

As condições do trajeto que a transportadora terá de enfrentar também entram como fatores a serem considerados para o valor cobrado pelo frete. Segundo pesquisa divulgada no mês de outubro pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mais de 60 mil quilômetros de rodovias brasileiras, num universo de 103 mil quilômetros, estão em estado regular, ruim ou péssimo, o que interfere na quantidade de manutenções da frota e no tempo levado para a mercadoria ser entregue.

3. Carga fracionada

Dependendo da demanda da empresa, será necessário escolher se os produtos serão transportados de forma fracionada ou de forma fechada. No primeiro tipo, mais recomendado para o transporte de pequenas quantidades e pequenas distâncias, as mercadorias dividem espaço com cargas de outras empresas.

4. Carga fechada

Numa carga fechada, a transportadora coloca produtos de apenas um tipo, que preenchem toda a carga disponível pelo veículo ou que não podem dividir espaço com outros tipos de mercadoria. Tanto nesse tipo quanto na carga fracionada, as transportadoras considerarão a cubagem, ou seja, a relação entre o peso e o volume das mercadorias.

5. Carga de retorno

Diversos transportadores, sobretudo aqueles que levam produtos para portos, contam com estratégias para otimizar o valor do frete, principalmente ao retornarem para o local de origem. Muitos conseguem carregamentos para não voltarem vazios. Assim, o valor do frete tende a diminuir à medida que cresce a possibilidade de voltar com alguma carga. Porém, pela lei da oferta e da procura, o valor do frete será mais elevado quando a oferta de transporte for mais baixa.

6. Pedágios

Desde a década de 1990, muitas rodovias brasileiras passaram a funcionar no regime de concessão à iniciativa privada. Os pedágios cobrados pelas concessionárias dos trechos também são observados para determinar o valor do frete das transportadoras. Apesar de melhorarem a qualidade e a segurança das estradas, esse custo é elevado e provoca bastante discussão entre os frotistas.

7. Perdas com cargas

Os riscos de acidentes ou infortúnios diversos a que as cargas estão sujeitas, como furtos e roubos, também fazem parte dos custos de transporte. Muitas transportadoras possuem seguros que cobrem as mercadorias, ou promovem transportes em comboios para aumentar a segurança, que influencia no valor do frete. Porém, é melhor ter um transporte protegido do que correr riscos de ter um grande prejuízo com mercadorias perdidas.

Com a oferta existente no mercado, busque sempre aliar qualidade a um custo que se adeque à realidade da sua empresa.

Fique por dentro das novidades do transporte, assine a nossa newsletter!

Comentários (2)

  • Ed Trevisan

    Ótimo artigo, bem esclarecedor.

    Se eu puder dar uma contribuição, eu diria que a sazonalidade também pode comprometer o preço do frete, além de entregas em domingos e feriados.

    E para calcular este frete, eu sugiro ler esta série que escrevi:

    Forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores