Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Gerenciamento de risco e seus benefícios para a logística

Não é nenhuma novidade que o setor de transporte de cargas enfrenta uma série de desafios diários, devido aos fatores internos e externos relacionados aos processos cotidianos da profissão.

Dentre esses desafios, podemos citar os inúmeros riscos que os motoristas têm de lidar nas rodovias de nosso país como roubos de carga e trechos mal pavimentados, que colocam em perigo as mercadorias e, muitas vezes, as suas próprias vidas.

É nesse contexto que o gerenciamento de riscos se torna um aspecto fundamental na cadeia logística de qualquer empresa do setor, já que visa minimizar todos os problemas citados, garantindo a segurança dos veículos, cargas e colaboradores.

Continue a leitura para entender o que é GRIS e quais são os seus benefícios para a logística!

O que é gerenciamento de risco?

De forma simplificada, o gerenciamento de risco é o conjunto de processos administrativos relacionados a toda cadeia de transporte, movimentação, distribuição e armazenamento de cargas. Basicamente, os processos são aplicados com o uso de tecnologia e inteligência.

Considerando que o setor de transporte rodoviário de cargas movimenta uma grande parcela do nosso PIB, o crescente aumento na demanda gera, proporcionalmente, mais medidas, recursos e estratégias de precaução para evitar prejuízos e avarias no segmento.

Muitos procedimentos e normas são estipuladas para evitar ou reduzir a frequência de roubo de cargas e acidentes, como:

  • mudanças nos horários das viagens;
  • mudanças nas rotas dos caminhões;
  • locais de paradas para abastecimento, descanso e pernoite;
  • implementação de tecnologias de segurança, monitoramento e rastreamento.

Por que o gerenciamento de risco é importante para a logística das empresas?

Desde garantir que os transportes das cargas sejam realizados com segurança e agilidade, reduzir custos, até obter mais credibilidade com as seguradoras, as vantagens que o GRIS têm a oferecer à logística são inestimáveis para o negócio.

É importante ressaltar que intuito do gerenciamento de riscos é se antecipar às ameaças que as cargas possam sofrer durante os trajetos. Além disso, dentre os benefícios do GRIS, podemos citar a redução de custos como um dos principais.

Uma pesquisa realizada pela Associação Nacional do Transporte e Cargas e Logística, mostra que houve uma queda expressiva na cobrança do frete em nosso país, representando cerca de 11,77{2b95a91ecaad163f7d21fe3d5d2446b4da285fb5f876e03b6a9d6805ecc7482e} e 24,83{2b95a91ecaad163f7d21fe3d5d2446b4da285fb5f876e03b6a9d6805ecc7482e} na carga fracionada e carga lotação respectivamente.

Segundo a ANTT, a redução drástica do volume de carga e os aumentos de custos, de acordo com o índice de ABCR de movimentação de veículos pesados pelas praças de pedágios, estão entre os principais fatores que contribuíram para a queda de faturamento no mercado.

Isso significa que somente uma gestão de risco eficiente é capaz de mudar a realidade, garantindo a eficiência e a segurança dos processos e, consequentemente, uma significativa redução nos custos das empresas.

O que considerar na criação de um plano de riscos?

Ao elaborar um plano de gerenciamento de risco para ser integrado à logística da empresa, é preciso se basear nas informações de cada operação. Para isso, é importante avaliar aspectos como:

  • tipo de mercadoria: se são mais visadas, de fácil manuseio, fácil recolocação no mercado, etc;
  • valor da carga;
  • cubagem x peso;
  • localidades de riscos: regiões geográficas que se destacam pelo alto índice de sinistros de roubo de carga;
  • rodovias: rotas com alto índice de acidentes;
  • tipos de veículos;
  • motoristas: se são funcionários, autônomos, terceirizados ou agregados à companhia.

Com base nessas informações, é possível elaborar o GRIS e definir as paradas programadas dos motoristas (horários inteligentes de saída da empresa, prevendo o horário de cada ponto), programar ações do motorista para demonstrar problemas na estrada ou anormalidades no trajeto, além de controles e processos relacionados às operações.

A consequência da implementação de um plano de gerenciamento de risco eficiente na logística é o sólido crescimento do ramo de transporte, contribuindo de forma expressiva para a redução de roubos de cargas e perdas de veículos.

Agora que você já sabe o que é gerenciamento de riscos e conhece seus principais benefícios para a logística, não deixe de assinar a nossa newsletter para acompanhar todas as postagens do blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores