Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Centro de custo para o setor de logística! Saiba por que definir um.

O controle financeiro de uma empresa é de fundamental importância, pois é nesse momento que se verifica se seu negócio está tendo resultados positivos ou negativos, para, a partir dessas informações, poder fazer o planejamento de forma concreta e, por fim, melhorar e atingir os objetivos.

A adoção de um centro de custo para cada área da empresa ajuda os gestores nesse controle, visto que cada despesa será alocada em um local determinado, facilitando o entendimento de cada custo e a análise de desempenho de cada departamento, a fim de levantar os dados sobre qual área precisa reduzir os custos e quais ações devem ser tomadas para que isso aconteça.

Quer entender um pouco mais sobre centro de custo e sua importância para a operação? Continue lendo e saiba mais!

O que é centro de custo?

Um centro de custo é uma estratégia que separa os departamentos, áreas ou projetos que uma empresa tem, a fim de ratear e alocar todos os gastos que aconteceram dentro de determinado período. Assim, os gestores conseguem ver de forma separada o quanto cada setor está gastando e para onde está indo o dinheiro investido, para que possam tomar decisões estratégicas de modo a melhorar os resultados.

Qual a importância de defini-lo para o setor logístico da empresa?

A logística consome cerca de 12,37% do faturamento bruto das empresas, de acordo com a Revista Veja. Além disso, é o setor que apresenta maiores oportunidades de redução de custos e possibilidade de otimização, ligado diretamente com a rentabilidade da empresa. Por isso, saber de forma clara quais foram os principais gastos do departamento ajuda os gestores a enxergarem em que ponto eles devem melhorar, o que deve ser reduzido e qual operação precisa de otimização.

Como é composto o centro de custo desse setor?

Os custos do setor logístico podem ser separados da seguinte forma:

  • armazenagem e controle do estoque (incluindo custos derivados de ruptura do estoque e da manutenção do mesmo);
  • embalagem;
  • distribuição (fretes para entrega dos materiais acabados);
  • investimentos;
  • tributação.

Como estruturar um plano de centro de custos para esse setor?

O primeiro passo é identificar cada atividade que você deseja contabilizar. Depois disso, categorias são criadas para que os custos possam ser alocados. Assim, todo o custo de armazenagem e manutenção do estoque, como ajustes, perdas de mercadorias, avarias que ocorreram durante a armazenagem e mão de obra utilizada naquele período, será contabilizada.

Quais os benefícios que isso traz para o setor?

Quando um centro de custo é gerenciado da forma correta, o primeiro benefício é a possibilidade de análises mais fundamentadas e precisas, gerando um conhecimento amplo dos principais custos logísticos da operação, qual processo é o mais oneroso e o que precisa ser mudado para que a situação melhore.

Como consequência, acontecem as reduções de custos, que provêm da análise feita anteriormente. Com isso, surgem melhorias de processos, e o centro de custo pode ajudar também no senso de responsabilidade. O gestor saberá de todos os detalhes dos custos, assim, os colaboradores estarão cientes de que também estão sendo avaliados por isso.

A utilização de centro de custo é uma decisão estratégica a ser feita pela gestão da empresa. É uma ferramenta que ajuda no controle dos gastos, permitindo uma visão integrada de despesas e receitas, e, a partir da análise dos dados levantados, os responsáveis por cada departamento saberão qual área representa o maior ônus e precisa urgentemente de melhorias e reduções de custo para que mantenha o negócio viável para o mercado, aumentando a competitividade da empresa.

E aí, gostou do post? Quer saber como receber mais conteúdos como este diretamente na sua caixa de e-mail? É só assinar nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores