Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Terceirização de Frota

5 erros comuns na terceirização de frota e como o embarcador pode evitá-los

Não é de hoje que a terceirização de frota se tornou uma opção estratégica para empresas de todos os segmentos. Um levantamento da FDC aponta que essa é uma das soluções mais buscadas pelos embarcadores com a intenção de reduzir seus custos operacionais e otimizarem as suas demandas. 

No entanto, terceirizar uma frota não se limita apenas a contratar uma transportadora parceira e esperar por resultados. Essa ação precisa ser planejada e com fins estratégicos, ou seja, cabe ao gestor embarcador levar em consideração alguns pontos fundamentais, analisá-los e saber escolher a opção mais adequada para as necessidades de seu negócio. 

Quer conferir algumas dicas e entender quais são os principais erros na hora de terceirizar a frota? Então, continue a leitura e tome nota. Vamos lá! 

1. Não qualificação das transportadoras 

Reforçamos a ideia que resumimos na introdução: a terceirização de frotas não deve se resumir apenas a contratação de uma transportadora qualquer. Para uma cadeia de suprimentos se tornar realmente eficiente, é fundamental que cada etapa do supply chain esteja devidamente integrada e o papel do transportador é fundamental para tornar isso possível. 

Sendo assim, o primeiro passo de uma boa terceirização de frota é avaliar todos os pontos possíveis da transportadora. Como dica, avalie o seu histórico, experiência de mercado, a qualificação de outros clientes, a infraestrutura oferecida, a qualidade dos veículos, as ferramentas tecnológicas e se a empresa tem algum tipo de especialização. 

2. Cotações demoradas 

Não dá pra ficar esperando cotações de fretes a cada nova operação. Em logística, tempo é dinheiro e cabe ao transportador oferecer uma tabela ou métodos dinâmicos para se calcular o custo de seus serviços. Sendo assim, você como embarcador, precisa levar em consideração isso na hora de escolher a melhor opção de terceirização de frota. 

Como dica, informe-se sobre como o parceiro costuma cotar os seus fretes e dê preferência sempre àqueles que detém de tecnologia e métodos mais modernos, que permitem que você mesmo possa calcular os valores sem precisar esperar ou depender de terceiros. 

3. Não realizar auditoria de frete 

Erro clássico na terceirização de frotas! Qualquer operação logística envolve custos e muitos deles podem interferir diretamente no lucro de suas vendas. Sem dúvidas, o valor do frete é um deles e o mais importante a ser considerado. Por mais que haja confiança na parceria e transparência nos acordos com as transportadoras, falhas humanas ou até casos de má fé são possíveis e, no final, quem paga a conta é a sua empresa. 

Por isso, realizar auditoria de fretes é ação fundamental para se manter o bom desempenho e garantir um controle de custos mais apurado. 

4. Não acompanhar o desempenho da frota 

Outro erro comum na terceirização de frota é não acompanhar o desempenho dos serviços oferecidos. Muitos embarcadores ainda sustentam a visão que terceirizar é repassar as responsabilidades para o parceiro. Porém, cabe ao gestor monitorar e conseguir mensurar tudo o que a transportadora propôs e está cumprindo. 

Como dica, crie KPIs específicas para acompanhar o desempenho do parceiro e também usufrua das funcionalidades que os sistemas de gestão oferecem, como gráficos, relatórios e bancos de dados. 

5. Abrir mão de tecnologias 

Não é só a transportadora que precisa deter de tecnologia de ponta para as suas operações. Há diversas ferramentas essenciais e voltadas para embarcadores realizarem suas gestões e controlarem o desempenho de seus parceiros. Um exemplo disso é o imprescindível sistema TMS, utilizado no mundo inteiro e considerado uma das soluções mais fundamentais no setor de distribuição. 

Com este tipo de software você controle todos os “passos” para uma operação logística eficiente, desde o controle de custos até o monitoramento das entregas. Os resultados, em geral, são a otimização dos processos, redução dos gastos operacionais, aumento da produtividade e, claro, experiências diferenciadas ao seu cliente. 

Enfim, essas são algumas dicas imprescindíveis sobre terceirização de frota. Apesar de o mercado oferecer uma infinidade de transportadoras, escolher o parceiro adequado requer um trabalho de muita análise e avaliação. Por isso, é fundamental que você, embarcador, conte com plataformas e tecnologias próprias que auxiliem nessa busca e ajudem você a tomar a decisão mais adequada. 

Quer saber mais como otimizar a frota ideal para o seu negócio? Então, converse com um de nossos especialistas e conheça melhor nossas tecnologias de gestão. 

Terceirização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores