Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

O que é cross docking e quais suas vantagens?

O que é cross docking e quais suas vantagens?

O cross docking é um método inovador de logística que está ganhando cada vez mais o mercado, sendo possível implementá-lo em todos os tipos de empresas, desde uma grande distribuidora de telhas galvanizadas, até outros negócios.

Em geral, o procedimento é ótimo para empreendimentos e-commerce, mas com um mercado consumidor cada vez mais exigente e competitivo, entregar produtos de forma rápida é ter um diferencial competitivo perante à concorrência.

Além disso, no momento em que a qualidade, preços e modos de pagamento são parecidos, especialmente nas lojas virtuais, o modo de entrega é uma oportunidade a ser explorada. 

Por esse motivo, o cross docking pode ser uma estratégia fundamental para empresas que desejam se destacar no mercado.

Se aplicada da maneira correta, você poderá acelerar aos processos de logística e permitir entregas rápidas e eficientes aos seus clientes.

Quer saber mais sobre esse processo? Então, acompanhe o post de hoje, que vai falar mais sobre o que é cross docking e quais suas vantagens.

Mas, afinal de contas, o que é cross docking?

Em tradução literal, “cross docking” significa “cruzando as docas”. O termo surgiu para se referir a um sistema em que as mercadorias são descarregadas pelos navios nos galpões, que eram transportadas por meio de esteiras automatizadas até os caminhões.

Atualmente, o cross docking é o nome dado a um sistema de distribuição que funciona da seguinte maneira: quando alguém compra um produto pela internet, ele é enviado a um centro de distribuição ou armazém, que por meio de um sistema organizado de redistribuição, faz o envio para o cliente.

Por exemplo, uma fabrica de guarda corpo pode receber um pedido através do e-commerce e enviar as informações sobre a mercadoria a ser despachada diretamente para o centro de redistribuição, que fará o envio ao cliente.

Desse modo, a fábrica não precisa ter um espaço físico de estoque para abrigar os diferentes modelos de guarda-corpo. Isso permite que a entrega seja feita de forma muito mais ágil, se comparada a outros métodos de distribuição.

No entanto, para que o cross docking seja eficiente, é necessário sincronizar as ações com o centro de redistribuição de forma muito cuidadosa, para ter a garantia que o produto chegará ileso e dentro do prazo ao consumidor.

Por esse motivo, recomenda-se que o gerente de logística faça a conferência de todas as entradas, com o intuito de identificar a presença de possíveis divergências. Somente após esse processo, passa-se para a etapa de separação dos itens de cada pedido.

Vale dizer que o cross docking não é um armazém, pois não há estocagem de materiais. Os produtos são, em geral, descarregados dos caminhões e demais veículos de transporte, sendo conferidos para serem levados aos próximos veículos que farão a distribuição diretamente aos consumidores.

Ou seja, de uma distribuidora de marmitex de isopor trabalhar com o cross docking, ela não terá um espaço de estocagem próprio, mas sim, um sistema que permite a leva dos produtos do fornecedor para um sistema de redistribuição que cuida de todo o processo de envio.

Quais são as vantagens do cross docking?

Uma das principais vantagens do cross docking é a diminuição do manuseio de produtos e mercadorias, o que possibilita que a empresa trabalhe com estoques mínimos, ou, até mesmo, nulos, com itens originários apenas de fornecedores.

Além disso, há outros pontos positivos, entre os quais:

1 – Redução de tempo no envio

A carga é remetida diretamente ao centro de distribuição pelo fornecedor e, desse modo, é transferida diretamente ao veículo que fará a entrega ao cliente. Isso torna o tempo de envio muito reduzido, agilizando o transporte das mercadorias.

Assim, quem pede uma telha de concreto em campinas pode receber o produto muito antes pelo sistema de cross docking, do que por outras formas de envio.

Com a agilidade de transporte, é possível elevar a satisfação dos clientes, o que colabora para o reconhecimento da empresa, especialmente diante da concorrência. Além disso, você terá clientes fiéis e, consequentemente, pode ter um aumento nas vendas.

2 – Diminuição dos custos de logística

Já que o produto não chega a fazer parte do estoque do empreendimento, mas sim do inventário, isso diminui os gastos da empresa, em diversos pontos, entre os quais:

  • Processos de manuseio;
  • Custos de transporte;
  • Estocagem de produtos;
  • Mão de obra logística.

Além do mais, a distribuição é altamente melhorada para atender a uma região em particular. Isso porque a frota sai do fornecedor com uma carga completa (Full Truck Load) e com rotas de entrega otimizadas.

3 – Diminuição da necessidade de capital de giro

Esse é um dos principais benefícios para empreendedores que querem iniciar um negócio, mas não contam com um capital de giro alto.

Com o cross docking, não é necessário adquirir produtos para vender depois. O sistema permite que as mercadorias só sejam entregues quando pedidas pelo cliente final, o que reduz significativamente o capital de giro.

Assim, uma empresa de etiquetas não precisa gastar muito com a aquisição de inúmeros produtos para venda, como uma quantidade grande de etiquetas em rolo. A compra pode ser feita somente após o pedido do cliente.

Com isso, é possível empregar o valor do capital de giro para outros processos corporativos da empresa, como melhorias de produção, quitação de contas, entre outros.

Como implementar o cross docking na sua empresa

Devido aos inúmeros pontos positivos do sistema de cross docking, muitos empreendimentos estão migrando para essa forma de envio – especialmente, os e-commerces e lojas virtuais.

Entretanto, é necessário sincronizar esforços, para garantir que o cliente receba a mercadoria, dentro do prazo informado.

Abaixo, separamos algumas dicas de como implementar o cross docking na sua empresa.

1 – Tenha um bom ERP (Enterprise Resource Planning)

Para que o cross docking funcione, é preciso que a empresa tenha competência na sincronização do fluxo dos produtos, bem como das informações internas com os fornecedores. Ou seja, toda a equipe precisa ter conhecimento sobre a operação.

Por exemplo, se o empreendimento trabalha com a confecção de uniformes para empresas, é necessário saber quando esses produtos serão recebidos, em que volume e qual é o destino.

Ou seja, tudo o que é fundamental para um bom planejamento das operações. Daí a importância do ERP, como ferramenta integrada de gestão empresarial para a coordenação e organização das informações do seu negócio.

2 – Treine a sua equipe

Sem o devido treinamento da sua equipe para gerenciar a atividade, bem como uma comunicação organizada e eficiente entre os fornecedores, distribuidores e clientes, o cross docking não terá o efeito desejado.

Pense um pouco: uma empresa de descarte de resíduos industriais precisa de uma rede de colaboradores qualificados, para que o serviço seja assertivo, não é mesmo? O mesmo vale para o trabalho de cross docking.

3 – Negocie com os fornecedores

O funcionamento do cross docking depende fundamentalmente de ter fornecedores confiáveis, para formalizar os acordos, para que eles reservem um estoque de unidades de cada produto. 

Afinal de contas, é preciso garantir a um comprador do produto para eliminar ferrugem, por exemplo, que você terá essa mercadoria disponível.

4 – Esteja disponível para atender os clientes

Apesar da eficiência do cross docking, alguns imprevistos podem acontecer. Por esse motivo, é importante que você tenha um canal de comunicação direta com os seus clientes, para deixá-los a par de todo o processo logístico e tirar dúvidas.

Nesse sentido, tenha um equipe disponível para SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor).

5 – Escolha um bom centro de distribuição

O centro de distribuição é o local onde os produtos e mercadorias da sua empresa chegarão do fornecedor e serão encaminhados até os consumidores. Portanto, é essencial escolher um bom estabelecimento, que tenha a estrutura necessária para terceirizar o serviço de redistribuição das cargas.

Afinal de contas, para que o sistema de cross docking seja bem implementado, você precisa ter confiança no seu centro de distribuição.

Também é importante que você esteja preparado para o crescimento do seu negócio, por esse motivo, veja se o centro de distribuição possui recursos suficientes.

Conclusão

O sistema de cross docking tornou-se um dos trabalhos de distribuição de produtos mais eficientes dos dias atuais, especialmente para e-commerces, lojas virtuais e empreendimentos que não possuem um grande espaço de armazenamento.

No entanto, para que ele seja eficiente, é necessário implementá-lo de modo assertivo, com treinamento da sua equipe e escolhendo fornecedores de confiança, além de manter uma comunicação clara e transparente.

Com isso, você poderá alcançar um diferencial no mercado e aumentar, cada vez mais, a satisfação dos seus clientes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores