Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Controle de estoque: o que é e por que fazer?

O controle de estoque é um fator muito importante para empresas dos mais diversos segmentos e portes variados. É por meio dessa atividade que a empresa consegue prever cenários e fazer um planejamento de compras mais eficientes, por exemplo.

Em tempos modernos como o que vivemos, o controle de estoque deve ser feito através de softwares e aplicativos para computador e dispositivos móveis, facilitando assim as atividades do gestor.

O responsável pelo controle de estoque em uma empresa deve ser um profissional da área da logística, que precisa ficar atento a diversos aspectos. Nós elencamos os principais, confira:

Cadastro de produtos e fornecedores

Com os programas de computadores para gestão do estoque, é possível manter uma lista sempre atualizada dos produtos que a empresa fabrica ou comercializa, bem como das empresas que os fornecem.

Desse modo, é possível ter sempre registrada a quantidade de produtos disponíveis na empresa, o que viabiliza conhecer o que tem mais saída no estabelecimento, facilitando o processo de compra.

Lançamento de entrada e saída de produtos

É importante que o estoque esteja sempre atualizado e, para isso, o lançamento da entrada e saída dos produtos deve ser feito imediatamente, no momento em que a ação é realizada, evitando assim os enganos e esquecimentos.

Manter o estoque sempre em dia é fundamental para que não ocorram erros, não só por parte do gestor de estoque, mas também de todos os colaboradores da empresa que lidam diretamente com os produtos.

Técnica FIFO

Uma boa ideia é implantar na empresa o sistema FIFO, sigla em inglês para “first in, first out”, que em nosso idioma significa “primeiro que entra, primeiro que sai”. Essa técnica é muito utilizada pelos gestores de estoque, principalmente no que se refere a produtos perecíveis, como os alimentos em um supermercado, por exemplo.

A partir dessa técnica é possível estabelecer como regra que tudo aquilo que entra no estoque deve sair antes dos produtos que entrarem posteriormente, evitando assim que ocorra o vencimento enquanto o produto ainda está em depósito, o que gera muitos prejuízos para a organização.

Técnica LIFO

Assim como o FIFO, a técnica LIFO também é a sigla de termos em inglês, “last in, first out”, que em português significa “último que entra, primeiro que sai”.

Ao contrário da técnica anterior, o LIFO é utilizado por empresas que não possuem um grande estoque, vendendo os produtos exatamente no momento em que ele é produzido ou pouco tempo depois.

Conhecer sobre gestão do estoque é imprescindível e pode proporcionar uma melhora significativa na empresa, otimizando os lucros e evitando perdas e prejuízos. Além disso, um estoque bem organizado e gerenciado proporciona mais qualidade no atendimento e satisfação aos clientes.

Nossas informações sobre controle de estoque foram úteis para você e para a sua empresa? Lembre-se sempre de que um bom software pode ajudá-lo a colocar em prática tudo o que foi dito, de forma simples e descomplicada. E, se ficou ainda alguma dúvida sobre o assunto, deixe um comentário aqui no post!

Comentários (7)

  • Ricardo Fagundes bastos

    Olá, muito bom este artigo. Parabéns.
    Gostaria de saber se poderiam indicar algum curso no Rio de Janeiro sobre o uso de softwares para gestão de estoques.

    Obrigado

    Ricardo

    • Tecnovia

      Não temos nenhum curso em particular para lhe indicar, mas com certeza você pode achar várias opções pesquisando pelo Google. Se encontrar algo interessante, por favor fique à vontade para deixar sua dica aqui.

      Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores