Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Software de gestão de transporte: o que é e como funciona?

Como toda organização com gestão eficiente, empresas do setor logístico devem se apoiar em dados agrupados em sistemas e acompanhar revoluções tecnológicas que ocorrem em todo momento. Uma boa forma de aplicar esse conceito na realidade é adaptar o software de gestão de transporte ao Blockchain.

Criado para autenticar a moeda digital Bitcoin, o Blockchain é testado pela segurança, rapidez e transparência em vários segmentos, inclusive em eventos ocorridos na cadeia de suprimento, que pode sofrer por condutas muitas vezes não rastreáveis.

Estabelecidos vínculos invioláveis com stakeholders, os contratos firmados terão alta confiabilidade, serão independentes de transações bancárias e sistemas comerciais.

Sem as taxas oriundas dessa relação, um software de gestão de transporte baseado no Blockchain terá uma base de dados com validação criptografada e blocos de informação adicionados constantemente a um custo muito reduzido.

Falaremos um pouco mais sobre a associação de um software de gestão de transportes e o Blockchain, suas vantagens e dificuldades. Confira!

Como funcionam as transações no Blockchain?

O histórico de transações é identificado por uma chave criptografada do início ao fim do processo. Esse fim, porém, não é absoluto, pois sempre serão adicionadas novas informações ao bloco e, para quebrar a criptografia, seria preciso invadir todos os blocos da cadeia, em todos os computadores ao mesmo tempo, tarefa virtualmente impossível.

O Blockchain significa uma mudança de cultura organizacional que abrirá as portas para um mercado totalmente digital, com vantagens competitivas para o negócio.

Redução de custos

A não existência de uma autoridade de supervisão, já que são computadores que verificam as transações, elimina a necessidade de intermediadores, reduzindo custos e aumentando a velocidade de transações.

Esse processo mudará o relacionamento entre os consumidores e produtores no setor logístico, que é altamente dependente de terceiros, desde o início do processo produtivo até a entrega do produto ou serviço ao cliente.

Limitação de participantes

Sem intermediários, o Blockchain poderá ser configurado para definir participantes conhecidos na cadeia de suprimentos e excluir todos os outros.

O registro de participação é público e anônimo, mas muitas vezes ter seu número de atuantes controlado garante que as transações sejam eficientes.

Rastreabilidade

O conceito de Blockchain em software de gestão de transporte funciona para o acompanhamento de como os recursos se movem por meio do Supply Chain Management, entre fornecedores, fábricas, linhas de transmissão, transporte e consumidores finais.

Imutabilidade

Sendo uma escrituração digital, toda transação fica registrada eternamente e não pode ser apagada ou alterada. Isso gera uma série de possibilidades, como poder garantir a autenticidade de uma transação e evitar fraudes em entregas, por exemplo.

Segurança

A integridade criptográfica de toda transação protege contra ameaças externas de forma nunca antes encontrada no mercado.

Rapidez

Devido ao processo totalmente digitalizado, a rapidez em que os dados são transmitidos é um fator que contribui para o sucesso do conceito.

Tomar decisões baseadas em informações reais e acessíveis a todos que compõem o bloco é uma grande vantagem competitiva.

Quais são as dificuldades do Blockchain?

O maior problema é a aplicabilidade do conceito em projetos reais e em toda a mudança organizacional que ela demanda dentro das empresas.

Casar funcionalidade e prática é difícil e necessita de regulação para que algum órgão seja responsabilizado pela sua adoção.

Mesmo de aplicação difícil, vislumbre um cenário em que seu software de gestão de transporte está associado em um Blockchain junto ao sistema de gestão do seu fornecedor.

Não seria interessante se, quando o seu software apontasse que o estoque de um determinado produto estivesse mínimo, automaticamente solicitasse ao sistema do seu fornecedor uma requisição para a reposição da mercadoria e, ao mesmo tempo, enviasse uma requisição para que fosse transportada e entregue diretamente no seu centro de distribuição (CD)?

Com a Internet das Coisas e o Blockchain esse cenário é possível de se realizar. Fique atualizado quanto a essas mudanças e seja o primeiro a aderir sua empresa para adquirir vantagem competitiva no mercado.

Deixe seu comentário e enriqueça a discussão. O que você acha sobre as mudanças do software de gestão de transporte?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores