Inscreva-se em nossa Newsletter:

 

 

Indicadores

Quais são os 5 principais indicadores de transportes?

A forma mais eficiente de atingir a excelência e identificar gargalos na cadeia de suprimentos é por meio da mensuração de resultados. Para fazer isso de modo efetivo, o ideal é utilizar indicadores de transportes para analisar o andamento das atividades do seu negócio.

Indicadores de desempenho, conhecidos como KPIs, são métricas que usadas para medir e diagnosticar a performance de processos de uma empresa. Com eles, os gestores podem identificar de forma precisa fontes de erros, desperdícios, o que precisa ser aprimorado, entre outros aspectos. Assim, é possível investir em uma gestão com foco na qualidade e estratégia.

São muitos os KPIs que podem ser utilizados para mensurar diferentes fatores na cadeia de suprimentos. Neste post, você vai conhecer 5 dos mais usados e como eles ajudam a otimizar o fluxo operacional logístico. Continue a leitura e confira!

1. On-Time & In-Full (OTIF)

Também conhecido como “pedido perfeito”, esse KPI mensura o nível das entregas da empresa. Ele faz isso ao analisar dois pontos:

  • on-time: que calcula o percentual de remessas cumpridas dentro do prazo;
  • in-full: mede a eficiência de todo o atendimento, isto é, se o pedido chegou ao lugar certo, com todos os produtos conforme as especificações, sem erros etc.

Para calcular, basta dividir o número de entregas perfeitas pela soma total de remessas realizadas. Por exemplo, se uma empresa fez 178 entregas e somente 115 delas correram sem problemas, o OTIF é: 115/178= 0,64. Multiplique por 100 para encontrar o percentual: 0,64×100= 64%, que é a taxa de entregas perfeitas da empresa.

2. On-Time Delivery (OTD)

Cumprir prazos é um aspecto crucial para entregar mais valor para o cliente, por isso que o On-Time Delivery é um dos indicadores de transportes mais importantes, visto que ele mostra o percentual de entregas sem atrasos.

Para descobri-lo, o cálculo é igual ao OTIF. Acompanhe o exemplo: sua empresa fez 200 entregas, sendo 180 delas dentro do prazo. Assim: 180/200= 0,9×100= 90%.

3. Custo de transporte como um % das vendas

Todo embarcador precisa monitorar esse indicador logístico, já que ele mostra como os gastos com transporte se encaixam na receita gerada pelo negócio. Desse modo, tem-se uma visão clara do peso desse custo, bem como uma ideia mais acertada de como elaborar planos para reduzir despesas. A conta é a mesma: custo total com transporte / total bruto das receitas x 100.

4. Order Cycle Time (OCT)

Em português, OCT é o Tempo de Ciclo do Pedido e mostra tempo total que leva para consolidar uma encomenda, desde a compra do material para produção até a entrega ao cliente final. É um indicador logístico importante para o varejo, já que envolve o processamento de pedidos e expectativas e demandas do cliente.

Esse KPI é útil, pois ele permite ter uma visão global do processo. Nem sempre atrasos acontecem por conta do transporte, mas sim por culpa de gargalos e questões internas nos setores que atravancam a evolução da remessa. Diminua a data e hora em que o pedido foi feito com a data e hora de entrega e avalie a diferença.

5. Nível médio do estoque

O estoque é o coração da logística e um ativo da empresa. O nível médio do estoque é um KPI que avalia o número de dias que a instituição consegue funcionar com determinado estoque.

Dessa forma, você deve dividir a quantidade de certo item em estoque pela sua demanda dentro do período escolhido. Com o resultado, você entende como manter o estoque em nível ótimo, sem gerar excessos ou faltas que possam prejudicar o capital de giro ou as vendas.

Indicadores logísticos são aliados indispensáveis. Com eles, você investe em uma gestão inteligente com base em resultados concretos e tomadas de decisão embasadas. Dito isso, faça uma análise do seu negócio e escolha KPIs que tenham relevância para suas operações. Desse jeito você não perde tempo e foca em métricas que realmente agregarão valor a sua estratégia.

Gostou deste conteúdo? Então, curta a página no Facebook e acompanhe por lá nossas postagens e atualizações!

Comentar

  • Clemilson Silva

    Boa tarde! Material excelente e se tiver mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 9 =

Sistema de Gerenciamento de Transporte para Embarcadores